Personagens: 

Boi

Boi no PastoSímbolo de força bruta e resistência, essa figura mitológica era vista pelos indígenas e escravos do Brasil como mais que um auxílio no trabalho da terra. Eram companheiros de labuta. Por isso todo o teatro do bumba-meu-boi tem o animal como peça central.

Nos festejos, sua fantasia é composta de uma armação central que molda o corpo do bicho. Esse esqueleto é coberto por um veludo enfeitado de paetês, bordados e pinturas. Além disso, é aplicada ao pano uma saia colorida.

Quem faz o papel do boi fica por baixo de toda esta vestimenta e é chamado de miolo.

Vaqueiro

Pode também ser chamado de rajado ou caboclo de fita. É o personagem que avisa ao dono da fazenda sobre a morte do boi. Seu figurino é muito vistoso , seu chapéu chama a atenção por ter como enfeite fitas e miçangas.

Pai Chico e Mãe Catirina 

Ocupam lugar de destaque na festa, ficando apenas atrás do boi. Escravos que trabalham na terra, Catirina fica grávida e começa a sentir desejo de comer a língua do boi mais bonito e adorado da fazenda onde vivem. Chico, com medo de seu filho nascer com a cara de língua de boi, mata um animal para livrar o bebê da sina. Tanto Chico quanto Catirina são interpretados por homens.

Dono da Fazenda

Também conhecido como senhor de engenho, amo ou patrão, ele é o dono do boi. Revoltado com a morte de seu bicho, promete vingança contra Pai Chico e Mãe Catirina, além de exigir que eles o ressuscitem. Esse papel é realizado geralmente por alguém que organiza o grupo. Um cantador ou puxador do enredo.

No Maranhão, Humberto de Maracanã faz o papel todos os anos e é reconhecido como um dos maiores divulgadores da música popular do maranhense.

Músicos

A festa vem sempre com música. São sempre bandas que tocam diversos instrumentos. No Maranhão, há mais de uma centena de bandas folclóricas. No auto do bumba, usam-se instrumentos como matracas (dois pedaços de madeira que são atritados, emitindo um som característico), tambores, pandeiros, o chocalho maracá e o tambor onça, uma cuíca da região que emite um som grave. Há, também, a presença de saxofones e banjos, mas não é comum para todos os festejos.

Índios, índias e caboclos

São os responsáveis por encontrar Pai Chico. Suas roupas e coreografias são muito bonitas, sendo consideradas muitas vezes as mais ricas do bumba-meu-boi.

Burrinha

É um cavalinho ou burrinho pequeno presente em alguns grupos de bumba-meu-boi. Sua fantasia tem um furo no centro, onde fica a pessoa com o animal pendurado em seus ombros por meio de uma estrutura que lembra um suspensório.

Cazumba

Não está presente em todos os grupos de bumba. É um personagem divertido, mas que pode também ser assustador. Ele veste batas coloridas e usa máscara.

Instrumentos:

Bois de Zabumba

Maracá: Instrumento de percussão, é feito de lata e recheado de chumbinhos ou contas.

Tamborinho: Tambor pequeno, é tocado com a ponta dos dedos. Sua cobertura é feita de couro, normalmente de cutia.

Tambor de onça: Instrumento parecido com uma cuíca, é tocado puxando a vareta presa ao couro. Seu som imita o ruído de um boi ou de uma onça.

Zabumba:Também chamado de bumbo, é um grande tambor. Sua origem é africana.

Tambor de fogo: também de origem africana, esse tambor tem como base uma tora de madeira ocada a fogo. Como cobertura é utilizado couro de boi.

Bois de Matraca (influência indígena)

Tambor VerdeMaracá: instrumento de percussão, é feito de lata e recheado de chumbinhos ou contas.

Matraca: instrumento de madeira, toca-se batendo uma contra a outra.

Pandeirão: grande pandeiro, coberto com couro de cabra, pode ter mais 1 metro de altura. Sua afinação é feita a fogo.

Tambor onça: instrumento parecido com uma cuíca, é tocado puxando a vareta presa ao couro. Seu som imita o ruído de um boi ou de uma onça.

Topo